IV Simpósio sobre Resíduos : USP São Carlos de Olho nas Políticas e Planos de Resíduos Sólidos

Nos dias 01, 02 e 03 de setembro tivemos mais uma edição, a quarta, do SIRS – Simpósio sobre Resíduos Sólidos , promovido a cada dois anos pelo NEPER -Núcleo de Estudo e Pesquisa em Resíduos Sólidos, grupo de pesquisa criado em 2003, composto por pesquisadores da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) e do Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da Universidade de São Paulo, sob coordenação do Prof. Associado Valdir Schalch, que há décadas , com a amistosa tranquilidade dos bem nascidos na ‘grande Analândia’, lidera com permanente entusiasmo os trabalhos na área de resíduos do Departamento de Hidráulica e Saneamento da EESC.

O IV Simpósio foi organizado no sentido de examinar a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), especialmente os Planos Municipais de Resíduos Sólidos exigidos pela PNRS.

Na ocasião também tivemos o lançamento do livro: livro “Sustentabilidade em eventos Acadêmicos: guia prático para instituições de educação superior” de autoria de Patrícia C. Silva Leme (Pazu); Maicom S. Brandão e Alan Frederico Mortean. Ainda que o título indique orientação às instituições universitárias, face à carência de literatura nesta área e às enormes e tristemente comuns irresponsabilidades socioambientais na grande maioria dos eventos que acontecem em nosso país, vale a pena darmos uma olhada no livro antes de promover comemorações, homenagens, encontros, etc, de forma que nossa consciência não pese e sofra durante e, principalmente, depois das suas realizações.

A mesa final de debates na tarde do dia 01 de setembro teve como moderador o Engº Ambiental Douglas Comparotto Minamisako, cooperado da Reenvolta – Cooperativa de Trabalho de Profissionais da Área Socioambiental. Sobre o tema “Responsabilidades dos setores perante a Política Nacional de Resíduos Sólidos”, as palestrantes Dra. Christiane Pereira(Coordenadora da Universidade Técnica de Braunschweig/Alemanha e do Instituto CREED/Brasil) e a professora Dra. Maria Teresa Mariano (PUC – Poços de Caldas/MG) impressionaram os presentes pela excelente qualidade técnica e desassombro graças à larga vivência como militante ambientalista, contribuindo para melhor compreensão dos desafios para efetiva implementação da PNRS.

Fotos: Adriana A. Lopes

1ª Mesa Redonda do SIRS, tema “Responsabilidades dos setores perante a Política Nacional de Resíduos Sólidos”

No segundo dia do IV Simpósio sobre Resíduos Sólidos tiveram destaques importantes, diferenciadas e inovadoras experiências municipais de gestão de resíduos apresentadas por: Aguinaldo Leite(Secretário de Serviços Públicos de Jundiaí/ Secretário Executivo do ConsórcioIntermunicipal de Aterro Sanitário – CIAS) que expôs como se implementa em Jundiaí um Mecanismo de Tratamento Mecânico Biológico com um estágio de fermentação integrado; Agamemnon Brunetti Júnior(Gerente de resíduos sólidos do Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Araraquara – DAAE) que explanou como Araraquara estabeleceu suas política e plano municipais para gestão de resíduos sólidos; Tiago Valentim Giorgette (Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Limeira/SP) que mostrou como Limeira, SP realizou a Construção Participativa do Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil; Thelma Sumie Maggi Marisa Kamiji(Engenheira consultora na FRAL Consultoria LTDA – SP) que relatou como assessora a elaboração dos Planos Integrados de Gestão de Resíduos: os casos de Goiânia e da AMFRI (Santa Catarina). As atividades do dia 02.09 se encerraram com uma mesa redonda sore o tema: “Obstáculos na elaboração dePlano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos”, com a participação dos três palestrantes do dia (supracitados) e como moderadora Estela Maria de Azevedo Nery Ferreira(Coordenadora Adjunta do COMDEMA-SC) que teve a oportunidade de relatar os retrocessos sofridos pela cidade de São Carlos na sus gestão de resíduos sólidos a partir de 2013, com a nova Administração Municipal

No dia 03 de setembro prosseguiram as atividades do (IV SIRS com as as seguintes palestras: Profa. Dra. Adriana Antunes Lopes(Instituto Federal Goiano – campus Rio Verde/GO) “Monitoramento de água em áreas de disposição final de resíduos sólidos”; Helena Francisco da Silva(Presidente da Cooperativa Acácia de Catadores – Araraquara/SP) “A invisibilidade dos catadores e catadoras de materiais recicláveis”; Geraldo Antônio Reichert (Coordenador nacional da Câmara Temática de Resíduos Sólidos da ABES) “Gerenciamento de RSU: desafios e estratégias frente à realidade brasileira”:Eruin Martusceli Ribeiro(Universidade Federal de Itajubá/MG) “Aproveitamento Energético de Biogás, oriundo de Resíduos Sólidos e Agrossilvopastoril”. O evento foi encerrado com a mesa redonda: “Dificuldades para a implantação detecnologias para tratamento de resíduos sólidos” com os palestrantes do dia e tendo como moderadora a Profa. Dra. Adriana Antunes Lopes.

Fotos: Adriana A. Lopes

Mesa redonda 3º dia: “Dificuldades para a implantação de tecnologias para tratamento de resíduos sólidos”

Além das palestras e mesas redondas, o IV SIRS expôs muitos trabalhos através de pôster e bate-papo com seus autores e premiação aos três melhores, segundo avaliação da comissão organizadora, além de mini cursos sobre a temática de resíduos.

Fotos: Adriana A. Lopes

Avaliação dos trabalhos

O Simpósio sobre Resíduos Sólidos e o NEPER, Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Resíduos Sólidos da USP São Carlos é uma importante referência para que nosso ‘Ambiente Central’ tenha uma gestão de resíduos que seja exemplo para o Brasil e o mundo.

Em 2017 teremos o V SIRS e contamos com o NEPER para que nossa região e o Brasil superem os obstáculos que nos levam a tanto desperdício de recursos naturais e econômicos gerando e enterrando (e muitas vezes nem isso) milhões de toneladas de lixo.

 

 

*

*